Os Ossos do Meu Duplo – traduções de poesia

Traduções de Diogo Vaz Pinto

Selecção e apresentação: Luís Filipe Parrado

Vários autores
REF: 1978 Categoria:
Língua Morta

14 com IVA

Esgotado

INFORMAÇÕES

SINOPSE

Sinto que toda a arte, toda a literatura, todas as sinfonias compostas, são os restos de uma batalha cósmica perdida. A tarefa não é escrever, nem fazer poemas concretos. A tarefa é fazer da vida algo decente. Raúl Zurita

Livros da mesma categoria que também pode gostar:

Todos os produtos incluem IVA à taxa legal em vigor

Newsletter

Siga-nos nas redes